O que você tem visto no espelho? Não está feliz com a gordura acumulada no abdômen?
 

Se você observar ao seu redor, notará que há muitas pessoas incomodadas com esta situação também, e se estiver pesquisando na internet encontrará milhares de artigos com dicas de exercícios ou segredos de dieta que prometem diminuir o percentual de gordura e se livrar de x quantidade de gordura corporal em x dias.
 

Mas e se não for tão simples? 


Neste artigo vamos aprender o que é gordura corporal como um todo, como ela afeta sua saúde e como você pode manter um percentual de gordura corporal saudável, diminuindo, também, a circunferência abdominal.

 

O que é gordura corporal?

Parece uma pergunta óbvia: o que é gordura corporal? Você provavelmente está pensando que é "a gordura que você pode ver e apontar". Sim, é verdade - mas isso é apenas uma parte da imagem. A gordura corporal, formalmente conhecida como tecido adiposo, pode ser decomposta em componentes menores e, para se ter uma melhor compreensão de como gerenciar sua gordura corporal, primeiro você precisa saber o que é isso.
 

Gordura essencial 

Em primeiro lugar, existe a gordura essencial . Ele desempenha um papel significativo em sua saúde geral e, como o nome indica, é essencial para a sobrevivência. Homens precisam ter 3% de gordura essencial para ser saudáveis. Mulheres, em função da possibilidade de gestação, 12%. A gordura essencial está presente em órgãos, medula óssea, células nervosas e no cérebro e ajuda você a:

  • Manter reservas de energia suficientes agindo como um combustível metabólico
  • Conservar o calor corporal agindo como isolante
  • Proteger seus órgãos internos e articulações agindo como uma almofada macia e fofa
  • Reproduzir: tecido adiposo (células de gordura) e fertilidade estão fortemente ligados um ao outro
     

Gordura de armazenamento

gordura não essencial ou de armazenamento é o tecido adiposo que se acumula como reserva de energia. A gordura armazenada afeta a forma e a aparência do corpo. Dependendo dos genes da família, a gordura se deposita em determinadas partes do corpo. Mulheres, naturalmente, tem mais gordura do que os homens, pois a gordura desempenha um grande papel no processo de reprodução. Os genes, entretanto, determinam se as mulheres carregarão essa gordura corporal ao redor dos quadris e coxas, em vez de armazená-la na parte superior do corpo. Os homens, por outro lado, tendem a ter mais gordura no abdômen. O armazenamento de gordura, independentemente do sexo, influencia muitos riscos à saúde.
 

Faixa de gordura corporal considerada saudável 
O percentual de gordura corporal saudável para os homens está na faixa de 10-22% segundo o American College of Sports Medicine (ACSM). É recomendado que as mulheres tenham uma faixa de gordura corporal de 20-28%. Para descobrir o seu percentual, faça um exame de bioimpedância. 


Diferentes tipos de gordura de armazenamento

A gordura de armazenamento pode ser dividida em duas: gordura subcutânea e gordura visceral.

Embora ambos sejam componentes da gordura de armazenamento, são bastante diferentes uma da outra. Tão diferentes, na verdade, que esses dois tipos de tecido adiposo têm expressões gênicas diferentes. Isso significa que são literalmente diferentes e funcionam independentemente um tipo do outro.
 

O que é gordura subcutânea?

Localizada logo abaixo da pele, a gordura subcutânea é o tecido adiposo que você pode ver, tocar e pinçar. A gordura subcutânea é o tipo de gordura corporal que a maioria das pessoas pensa ao ouvir a palavra “gordura”, porque é tangível.

Embora o excesso de gordura subcutânea possa representar uma variedade de riscos à saúde, a gordura visceral, o segundo tipo de gordura armazenada, tem um potencial muito maior de ser prejudicial.
 

O que é gordura visceral?

A gordura visceral é um tipo de gordura corporal que envolve os órgãos na cavidade abdominal.

Essas células de gordura estão escondidas entre os órgãos abdominais e muitas vezes podem ser ignoradas quando você usa apenas a balança e o peso para avaliar a sua saúde. No entanto, os profissionais de saúde reconhecem a gordura visceral como uma ameaça à saúde muito mais perigosa do que a gordura subcutânea, e é considerada um indicador forte e independente de mortalidade por todas as causas em homens e mulheres.

E há a obesidade metabólica .

Essa condição ocorre quando os indivíduos têm muita gordura visceral (independentemente de serem magros ou obesos), aumentando o risco de desenvolver doenças como as cardiovasculares.

O mecanismo por trás do papel da gordura visceral como uma ameaça à saúde é em grande parte porque a gordura visceral é um órgão secretor.

A gordura visceral costumava ser considerada célula de gordura inerte (inativa). No entanto, verifica-se que é um órgão ativo, capaz de bombear proteínas assim como o faz o seu fígado ou pâncreas.
 

Novamentea gordura visceral é como as células de gordura normaisÉ ativa e contribui para problemas de saúde.

As proteínas produzidas pela gordura visceral são chamadas de citocinas e são um dos “soldados rasos” do seu sistema imunológico. O excesso de gordura visceral bombeia muito mais citocinas do que você precisa. Assim como você não iria querer soldados patrulhando constantemente sua vizinhança, você não quer mais citocinas em seu corpo provocando inflamação e colocando estresse desnecessário em seus órgãos saudáveis.

Embora as citocinas sejam normalmente proteínas úteis, o excesso pode potencialmente aumentar o risco de diabetes mellitus , hipertensão e aterosclerose - condições que caracterizam a síndrome metabólica.

 

CARACTERÍSTICAS DA GORDURA VISCERAL
- Acumula-se nas camadas profundas do abdomen, em volta dos órgãos
- Células mais resistentes à insulina
- É uma gordura mais fácil de perder
- Caracteriza a ‘barriga de cerveja’ – mesmo que a pessoa não beba
- Sua predominância caracteriza a obesidade ‘em formato de maçã’, fator de risco para a saúde
- Aparência de ‘gordura dura’
POR QUE SE PREOCUPAR
- A gordura visceral favorece a hipertensão.
- Causa diabetes.
- Aumenta o risco de infarto e derrame.
- Influencia o Alzheimer.
- Contribui para a disfunção erétil.
- Prejudica o fígado.
- Está ligada à depressão.
- Provoca dores nas costas.
- Provoca dores nos joelhos.

COMO MEDIR
A circunferência abdominal é um indicador de depósito de gordura visceral. O risco de comorbidades associadas à obesidade, como doenças cardiovasculares, aumentam de acordo a medida. Vamos aos números:
Homens
94cm: aumentado o risco de doenças
102cm: muito aumentado o risco
Mulheres
80cm: aumentado
88cm: muito aumentado


O que causa muita gordura visceral?

Um excedente calórico pode resultar em excesso de gordura visceral. Sem surpresa, a gordura visceral se desenvolve como resultado da adoção de hábitos de vida pouco saudáveis . Alguns desses fatores incluem:

Para pessoas que vivem estilos de vida sedentários, é muito fácil adquirir vários desses hábitos pouco saudáveis. Com o tempo, esses hábitos levarão ao aumento da quantidade de gordura corporal, incluindo a gordura visceral.

Mas se o seu caso é de inchaço abdominal, e não de gordura? Clique aqui e entenda. 

 

Como perder a gordura visceral no abdômen?

Inclua a atividade física em sua rotina diária. Para a maioria dos adultos saudáveis, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos recomenda atividade aeróbica moderada, como caminhada rápida, por pelo menos 150 minutos por semana, ou atividade aeróbica vigorosa, como corrida, por pelo menos 75 minutos por semana. Os exercícios de treinamento de força também são recomendados pelo menos duas vezes por semana. Se você deseja perder peso ou atingir metas específicas de condicionamento físico, é necessário fazer mais exercícios.
 

HIIT (treinamento intervalado de alta intensidade) é sua melhor aposta. Um estudo revelou que 3 sessões de treinamento intervalado (20 minutos por sessão) durante 12 semanas resultaram em uma redução de 17% na gordura visceral.   Além disso, foi demonstrado que duas semanas de treinamento aeróbio intervalado de alta intensidade aumentam a capacidade de oxidação de gordura na mulher. Isso significa que seu metabolismo obtém um impulso temporário horas após o exercício.


Na Performa, são exemplos de treinos HIIT as aulas de: Orange, Bootcamp, RPM, SpeedSoul, SoulBoxe, Running Class, entre outras.
 

Importante também alinhar a dieta:

  • Coma uma dieta saudável. Concentre-se em alimentos vegetais, como frutas, vegetais e grãos inteiros, e escolha fontes magras de proteína e laticínios com baixo teor de gordura. Limite a adição de açúcar e gordura saturada, que são encontrados em carnes e laticínios com alto teor de gordura, como queijo e manteiga. Em vez disso, escolha quantidades moderadas de gorduras mono e poliinsaturadas - encontradas em peixes, nozes e certos óleos vegetais.
  • Substitua as bebidas açucaradas. Beba água ou bebidas com adoçante artificial.
  • Mantenha o tamanho das porções sob controle. Mesmo quando você está fazendo escolhas saudáveis, as calorias se acumulam. Reduza o tamanho das porções. 


Precisando mudar? Se você ainda não é cliente Performa, consulte-nos sobre como começar e transformar a sua vida.