Gostar de si é uma poderosa arma para ser feliz. Em uma sociedade movida pela aparência e com altos índices de depressão e ansiedade, saber como melhorar a autoestima é quase uma necessidade. 

Mas, antes, é preciso identificar os sinais da baixa autoestima e combatê-los. É comum encontrar pessoas que estão passando por essa situação, mas negligenciam o fato e acabam comprometendo a qualidade de vida e até mesmo a saúde.

Se você se encaixa nessa situação, não pode deixar de ler este texto. Vamos mostrar os sinais que indicam baixa autoestima e cinco dicas para melhorá-la. Confira!


Quais os sinais da baixa autoestima?

A baixa autoestima está bastante ligada à falta de amor próprio e autoaceitação. Pessoas com esses sentimentos têm dificuldades em reconhecer suas potencialidades e se comparam constantemente com os outros. 
 

Outros sinais da baixa autoestima que podemos citar são:
 

  • timidez em excesso;
  • medo da rejeição;
  • tendência à procrastinação;
  • falta de confiança em si mesmo;
  • busca por reconhecimento;
  • dificuldade de reconhecer as próprias conquistas;
  • perfeccionismo;
  • hábito de se fazer de vítima.


Como melhorar a autoestima?


1. Não cultive relacionamentos tóxicos

Os relacionamentos tóxicos podem ser sociais, amorosos ou familiares. Seja qual for, afaste-se. Busque estar com pessoas que agregam valor à sua vida.

Acompanhar-se de pessoas assim, compromete a autoestima e abre porta para outros problemas como brigas, violência (física e verbal), rompimentos etc.


2. Não se compare aos outros

Seja você mesmo e não se compare a ninguém, pois cada ser humano é único em suas falhas e qualidades. Ao se comparar com os outros, você tende ou a se colocar acima deles ou abaixo e as duas atitudes são negativas.

Se quiser elevar a autoestima e se sentir bem consigo mesmo, aceite e ame quem você é, sem se comparar. 


3. Cuide de si

Cuide da sua saúde, da sua aparência e da vida que leva. Que tal mudar o visual? Você pode começar a fazer algo que sempre teve vontade como uma viagem ou até mesmo um esporte. 

Quem se ama cuida do corpo e da mente, por isso, se você deseja elevar sua autoestima, comece gostando de você e valorizando tudo o que tem.


4. Aprenda a se perdoar

Você não precisa acertar o tempo todo. Errar é humano e proporciona aprendizados muito importantes. Por isso perdoe-se e siga em frente. Se você não conseguiu atingir uma meta, faça outra. Se foi injusto com alguém, peça desculpas.

A culpa é uma emoção bastante nociva e pode levar você a comprometer sua autoestima. Quando pisar na bola, em vez de se atormentar e se colocar para baixo, tenha compaixão por si mesmo. 


5. Faça aquilo de que gosta

Não se prive de vivenciar aquilo que lhe dá prazer. Tem um sonho? Que tal colocar em ação? Entregue-se àquilo que faz você se sentir feliz. Um hobby, por exemplo, pode ser muito interessante. 

Pode ser um esporte, um curso ou até mesmo uma coleção. Desde que você se sinta bem ao fazê-lo, já é suficiente para produzir emoções positivas e aumentar a autoestima. 

Como você pode notar, é possível elevar a autoestima com mudanças simples. Se você percebeu alguns dos sinais de baixa autoestima que citamos, aproveite as dicas que trouxemos e mude hoje mesmo de sintonia.


Gostou das nossas dicas sobre como melhorar a autoestima? Então, continue a visita em nosso blog e leia agora nosso outro post com cinco técnicas para ser mais confiante!