Cuidar e gostar de si mesmo, acreditar em suas capacidades, ficar feliz por suas vitórias e reconhecer suas qualidades são alguns dos fatores que descrevem a autoestima em uma pessoa. E seu poder vai muito além de sentir-se confiante: uma autoestima elevada pode transformar a vida de alguém, proporcionando felicidade, saúde e bem-estar. Por outro lado, a baixa autoestima torna as pessoas inseguras, indecisas e muitas vezes infelizes, prejudicando sua rotina e diminuindo sua disposição.

 

E o que tudo isso tem a ver com a saúde? Tudo! A autoestima desempenha um papel importante na convivência com a família, no trabalho, no grupo de amigos e em diversos espaços sociais. Por isso, uma autoestima abalada pode levar ao isolamento social, à procrastinação e até à desistência de atividades antes realizadas com tanto prazer. A boa notícia é que autoestima é como uma planta, e pode ser regada, cuidada e cultivada dentro de cada pessoa.

 

Importância de desenvolver a autoestima

 

O primeiro passo para uma autoestima elevada é a mudança de perspectiva. Se a sua visão sobre a vida é negativa ou pessimista, isso acabará refletindo em você. Afinal, se não conseguimos ser gentis e pacientes com o próximo, como seremos com nós mesmos? Da mesma forma, a autoestima deve ser conquistada aos poucos, de forma gradual, construindo um relacionamento de respeito e confiança com você mesmo para, só então, sentir-se de fato confiante.

 

Uma boa forma de criar esse hábito de autocuidado é realizar atividades que te deem prazer, comendo coisas que você gosta, estando perto de pessoas queridas da sua vida, investindo em seus estudos e em sua capacitação profissional. Tudo isso será combustível e dará força para que você entenda seu verdadeiro valor, e o quão importante é.

 

Maneiras de melhorar a autoestima

 

Existem diversas maneiras de cuidar de uma autoestima baixa. Entre as já citadas, também ajuda tomar sol regularmente, ao menos 15 minutos por dia; receber massagens relaxantes, que podem ser bem terapêuticas; manter uma rotina da autocuidado, cuidando da pele, das unhas e do cabelo; ficar perto das pessoas que gosta; entre outros fatores.

 

E, além de tudo o que já foi citado, outra excelente forma de recuperar a autoestima perdida é com a prática de exercícios que combinem com você. Além de ser excelente para o corpo e para a saúde, treinar regularmente tem influência positiva na disposição, contribuindo para o seu bem-estar e diminuindo sintomas de ansiedade e estresse. E os resultados são ainda melhores realizando atividades dentro de uma rotina, com orientação e aliado a uma dieta balanceada.

 

Ou seja: o exercício faz muito mais do que deixar você em forma. Ao se exercitar, seu organismo responde liberando uma série de hormônios, gerando uma reação positiva em todo o seu corpo. Um deles é a serotonina, responsável pela sensação de importância. Sua ausência pode acarretar sintomas como o sentimento de solidão, baixa autoestima e até mesmo a depressão.

 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o assunto, comece a cuidar de você e crie uma rotina de autocuidado para sua vida. O primeiro passo pode ser conhecer todas as opções de exercícios que a Performa oferece, a partir de uma semana de aula grátis. Clique aqui e comece agora mesmo a fazer parte do nosso time!