Em todo começo de ano surge aquela história de que as festas renderam alguns quilinhos a mais, não é mesmo? Os benefícios do chá verde para o emagrecimento são comprovados, mas sabia que ele não funciona só para isso?

Cuidar do corpo é muito mais do que uma mera preocupação estética: representa a valorização de si e o cuidado com sua saúde. E um dos erros de quem treina e não vê resultados é descuidar do que ingere — por isso é tão importante ter uma dieta balanceada.

Levar uma vida saudável é mais fácil do que se imagina. Portanto, para que você siga firme no propósito de mudar seus hábitos, preparamos um miniguia sobre como o chá verde pode ajudar nisso. Continue a leitura e confira!


Quais são suas propriedades?

Embora o chá verde seja um dos mais conhecidos no mundo, muita gente não faz ideia de sua origem e das propriedades presentes na planta usada para a infusão. A erva asiática Camellia sinensis é a responsável por tornar a bebida tão famosa e conta com uma série de ingredientes que auxiliam o corpo. Dentre os principais nutrientes encontrados na planta, podemos identificar a presença maciça de potássio, ácido fólico, cafeína, manganês e antioxidantes naturais, como a catequina EGCG. Além disso, os nutricionistas orientam sobre a boa quantidade de vitaminas presentes no chá verde, tais como as do complexo B, C e K.


Quais são os efeitos para o corpo?

Para aquelas pessoas que sofrem com desvios de atenção no trabalho e querem se manter ligadas, o chá verde auxilia nesse processo. Apesar de a quantidade de cafeína encontrada nele ser menor do que a existente no café em si, esse chá dispõe de uma dose considerável para melhorar as funções cerebrais. Perceba que o tempo de reação, a memória e os níveis de bom humor são potencializados com a ingestão dessa bebida. Seus compostos ativos trabalham na eliminação de bactérias, na queima de gordura corporal e no aceleramento das funções metabólicas, propiciando um melhor desempenho físico.


O que o chá verde ajuda a prevenir?

Essa bebida realmente demonstra ser um excelente remédio para vários males. Isso porque, devido ao grande número de agentes antioxidantes, o chá verde consegue diminuir as chances de desenvolvimento do câncer de mama, na próstata, no pâncreas e o colorretal. Doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, também são inibidas, afinal as substâncias presentes na infusão da planta regulam as funções principais do cérebro. Inclusive, vários especialistas comentam sobre as propriedades desse líquido, capazes de melhorar a circulação sanguínea e evitar doenças do coração.


Como ele deve ser tomado?

O que gera certa resistência nas pessoas quanto ao chá verde é seu característico gosto amargo. No entanto, é possível cortar isso de maneira simples, sabia? Acrescente duas colheres de mel, gotas de limão e folhas de hortelã ou cidreira para inibir o amargor. A recomendação é tomá-lo, pelo menos, uma hora depois das refeições. Assim, a cafeína presente na planta não absorve os nutrientes essenciais da alimentação. Para que os efeitos comecem a aparecer, o ideal é que você ingira de três a cinco xícaras por dia (mas essa quantidade pode variar para cada pessoa).


Quando esse chá é contraindicado?

Assim como tudo na vida, os excessos no consumo dessa bebida podem gerar complicações severas ao organismo. Pessoas que sofrem com problemas estomacais, insônia, ansiedade ou enxaquecas não podem abusar do chá.Na gravidez, a ingestão desse líquido de forma desregulada pode ocasionar defeitos congênitos ou até um aborto espontâneo. Quem faz uso de medicamentos para a depressão também precisa ficar de olho nisso, pois o chá verde minimiza a eficácia dos remédios. Por fim, vale um adendo às informações sobre os benefícios do chá verde: apesar de o saquinho industrializado ser prático de preparar e tomar, sua eficiência no organismo é bem menor do que a do original.

Viu só quantas vantagens o chá verde tem? Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe nosso post nas redes sociais para que seus amigos entendam melhor sobre essa poderosa bebida!