Na correria do nosso dia a dia é praticamente impossível não nos estressarmos, perdermos os horários da alimentação e ficarmos sem tempo até para nos concentrar na gente. Aposto que você conseguiu se identificar com uma ou todas essas situações, não é? Mas, mesmo com o tempo mais curto, devemos encontrar um espaço para cuidar do corpo e da mente. E é nesse quesito que agem os benefícios da meditação.
 

Você já deve ter ouvido falar sobre. No entanto, o movimento vai muito além daquela máxima de só esvaziar a mente, como é comum falarem por aí. A meditação ajuda na criatividade, reduz o temido estresse e auxilia até na produtividade do trabalho — tudo isso é comprovado pelos especialistas.


Ficou interessado em saber mais sobre os benefícios dessa técnica? Então, a leitura deste texto será ideal para você! Vamos falar sobre as vantagens, dar dicas de como, onde e quando fazer a meditação. Continue a leitura e descubra se é isso que está faltando na sua rotina!
 

O que é e como surgiu?

A palavra se origina do latim “meditatum” e significa ponderar. O termo foi utilizado pela primeira vez pelo Monge Guigo II, no século 12. Os primeiros registros da prática eram associados à religião. Isso principalmente em escrituras pré-históricas, nas quais as civilizações antigas cantavam mantras e entravam em um tipo de êxtase durante rituais que faziam oferenda para os deuses.

Documentos na Índia indicam que a forma de meditação mais próxima da que conhecemos hoje surgiu há mais de 3 mil anos antes de Cristo. E, com o passar do tempo, a prática foi se espalhando pela Ásia. Com isso, foi sofrendo pequenas modificações ao ser adotada por outras religiões como o Budismo, Hinduísmo e o Judaísmo. Apesar de existirem diversos métodos, seu objetivo era um só: entrar em contato com a sua essência e evoluir.

Por muito tempo, ela foi feita somente nos países orientais e apenas por volta do século 20, se popularizou nos Estados Unidos por Paramahansa Yogananda. Ele era um guru indiano que definiu como propósito de sua vida difundir a prática no Ocidente.


Quais são os benefícios da meditação?

Bom, agora que você já conhece um pouco mais da história dessa prática, vamos ao objetivo principal deste texto: informar sobre os benefícios da meditação. Como já falamos anteriormente, a rotina traz coisas ruins como estresse, má alimentação e falta de tempo. Então, se você está em busca de se livrar desses malefícios, acompanhe essas vantagens de meditar!


Ameniza a insônia

A falta de sono pode trazer consequências graves para a saúde como a fadiga e falta de apetite. Pessoas que sofrem de insônia normalmente utilizam pílulas para conseguir descansar. A meditação ajuda no desenvolvimento de formas para combater esses sintomas noturnos.


Auxilia no combate e ansiedade

Quando você está meditando, consegue reduzir a pressão arterial. Com isso, é possível se ver livre daquela ansiedade constante que nos persegue e que, inclusive, pode nos fazer reféns de remédios. Meditar ajuda a tranquilizar sua mente para encarar a rotina.


Ajuda no combate da síndrome do intestino irritável

É comum que, principalmente as mulheres, tenham dificuldades de ir ao banheiro. São diversos os fatores que ocasionam isso: a falta de fibras na alimentação, o estresse, a falta de água, enfim, várias coisas. Ao meditar, você consegue ter controle do seu corpo, relaxar a mente e possibilita que muitas dessas causas não façam mais parte do seu dia a dia.


Aliado na perda de peso

Assim como tem gente que come de menos, existem aquelas pessoas que ingerem muitos alimentos por conta do emocional, e isso contribui para o aumento do peso. Incluir a prática na sua rotina ajuda na perda de gordura, já que a meditação ajudará no controle da dieta e desse modo auxiliará diretamente na redução de medidas.


Como incluir no dia a dia?

Agora que já falamos sobre os benefícios da meditação, é hora de saber como iniciar essa prática no seu dia a dia. Tire da mente que é difícil e necessita de muitas habilidades para fazer. Confira!


Escolha um bom horário

Esse é o momento essencial para você relaxar. Por isso, escolha uma hora que seja conveniente. Reserve aquele horário que não vai ser interrompido, seja pelo telefone, marido, filhos, trabalho ou até mesmo animais de estimação.  No nascer e no pôr do sol, enquanto a natureza está transitando entre o dia e a noite, são as horas mais indicadas.


Esteja em um ambiente silencioso

Assim como a escolha do horário, o local também é de extrema importância. Busque um ambiente onde não há interferência dos barulhos externos. Locais calmos vão fazer com que você aprecie muito mais a experiência. Pode ser um quarto em que se possa fechar a porta ou até mesmo na sua varanda. O importante é ter tranquilidade.


Sente-se confortavelmente

A postura também faz toda a diferença. Certifique-se que está realmente relaxado, confortável e pronto. Sente de forma que a sua coluna fique ereta, descansando ombros e pescoço. Sentar em Padmasana, que é a posição de Lótus, é a mais comum de ouvirmos quando falamos em meditação, mas não é regra. O importante é relaxar.


Ouça músicas relaxantes

Nada melhor para entrar no clima do que ouvir músicas que deixem seu corpo e a sua mente mais tranquilas. Entre em algum aplicativo de vídeos e procure por sons da natureza. Sabe aquele barulho de chuva que deixa você mais relaxado? Então, coloque ele. Tem também os de pássaros, água corrente e de animais. Encontre um que agrade mais e vá em frente!


Qual o passo a passo?


Bom, você já conhece a história, os benefícios e o que precisa para praticar. Então agora só falta o passo a passo para iniciar a meditação na sua vida e colher todas as vantagens. É importante destacar que existem diversas formas para se fazer. Mas a que vamos apresentar é uma das mais comuns. Observe:
 

  • feche os olhos e mantenha a atenção voltada para a sua mente;

  • esvazie os pensamentos, sejam eles bons ou ruins. Deixe de lado toda a preocupação;

  • respire profundamente, porém, intercale com formas suaves e foque a atenção no movimento. Tenha na sua imaginação o ar entrando e saindo pelo seu nariz e passando por toda via respiratória;

  • inspire e procure trazer o ar para o abdômen. Sinta a sua barriga expandir no movimento da inspiração. Depois vá esvaziando lentamente na expiração;

  • esteja conectado com seu interior e com a sua mente, em cada movimento, sentindo cada parte do seu corpo e deixando sair toda a tensão;

  • deixe sua mente aberta para receber uma imagem, cena, percepção ou até mesmo uma memória. Qualquer sensação, emoção ou até mesmo um sentimento que venha à tona. Mas calma! Não fique preocupado caso não perceba nada nesse momento, apenas relaxe mais;

  • agradeça sempre a você mesmo pelo momento de relaxamento e de contato com a própria mente. Devagar, vá retornando a sua atenção para agora. Quando sentir que está preparado, abra os olhos e desperte para o momento atual.


E aí, sentiu uma paz interior só de ler este texto? Conseguiu comprovar os benefícios da meditação para seu corpo, sua saúde e sua mente? Aposto que sim. Procure agora mesmo um bom local para realizar a prática e não esqueça das dicas: um lugar tranquilo, sem interferências externas e relaxe!

E já que chegou até aqui, que tal ler também sobre os benefícios do yoga? Tenho certeza que o conteúdo também vai animar você!