Com certeza você já deve ter escutado ou lido na internet alguma promessa sobre emagrecer muito em pouco tempo, conseguir o peso que você busca comendo somente um alimento ou apostar na dieta restritiva do século. Pois é, esse tipo de anúncio está por todos os lados, e promete o que muitos buscam, mas poucos entendem o melhor caminho para alcançar: um corpo saudável e uma saúde perfeita. A primeira coisa a se considerar é que nenhuma dessas duas coisas estão relacionadas, de fato, a emagrecer. A perda de peso pode ser um dos objetivos, mas ela é uma consequência natural de um estilo de vida saudável e uma alimentação equilibrada.

 

O problema da promessa das dietas restritivas é o seu efeito em longo prazo. Por prometerem muito a partir de uma mudança muito radical de comportamento, pode até ser que você consiga, de fato, perder alguns quilos. O problema é que esse tipo de mudança drástica é praticamente impossível de ser mantida por muito tempo, o que ocasiona na maioria das vezes o conhecido efeito sanfona. Nesse texto, vamos explicar um pouco sobre as dietas restritivas, o que elas podem fazer com sua saúde e por que é tão fácil voltar à estaca zero com elas. Confira!

 

O que são dietas restritivas?

 

Dietas restritivas prometem emagrecimento rápido a partir da restrição de algum alimento ou grupo alimentar (proteínas, carboidratos, etc.) na sua alimentação. Elas até ajudam a emagrecer no início, mas o corpo fica vulnerável, pois não recebe nutrientes suficientes para funcionar. Percebeu o problema? É como um carro sendo abastecido só de água.

 

Esse tipo de dieta não é saudável e causa o caos no seu metabolismo, pois o corpo entende a falta de alimento como uma ameaça, podendo ocasionar diversos problemas à saúde, como compulsão alimentar, ansiedade e, com o tempo, aumento de peso, conhecido como efeito sanfona.

 

O chamado efeito sanfona

 

O maior problema das dietas restritivas é o efeito sanfona, que acontece em quase todos os casos. Isso porque esse tipo de alimentação mexe muito com o metabolismo. Com a privação da comida, o corpo fica em um tipo de estado de alerta, entendendo que está passando por uma período de escassez (a falta de carboidratos na alimentação, por exemplo). Assim, o organismo vai armazenar gordura e garantir o bom funcionamento dos seus órgãos, a produção de hormônios, etc. É uma forma de preservação do seu corpo, para que o peso perdido seja recuperado. É aí que ocorre o efeito sanfona. 

 

Saúde em risco

 

Depois de tudo isso, você já deve imaginar que o corpo não está na sua forma mais saudável. Dietas restritivas não funcionam porque, mais cedo ou mais tarde, você vai voltar a colocar o produto restrito na sua alimentação, pois a privação não pode ocorrer para sempre. Então, nesse caso, a melhor forma de dar fim a esse ciclo de perda e ganho de peso é comendo. Mas não comendo qualquer coisa ou de qualquer jeito, e sim apostando em uma alimentação rica em nutrientes e equilibrada. 

 

Além disso, a prática constante de exercícios físicos também auxilia no processo de recuperação do corpo, antes vulnerável pela falta de nutrientes. Com isso, você fica mais saudável e os seus objetivos, sejam eles quais forem, serão conquistados naturalmente. O seu corpo é a sua casa, e é justo que você o trate com o carinho que merece.

 

Se você também está na busca de uma vida mais saudável, nós podemos te ajudar. Clique aqui e ganhe uma semana de aula grátis. Dê o primeiro passo para ser Performa!