Não é segredo para ninguém que ouvir melodias com as quais nos simpatizamos pode gerar boas lembranças. Mas, mais do que isso, você sabia que ouvir música para malhar pode trazer vários benefícios, como mais disposição?

De acordo com estudos da Universidade de Brunel, em Londres, a música está diretamente ligada aos exercícios físicos e ao esporte há muito tempo, de modo que dispõe de efeitos psicológicos e fisiológicos bem interessantes, a ponto de melhorar a performance aeróbica.

Para que você deixe a preguiça de lado, saia do sofá e comece a treinar, preparamos este post com algumas das principais razões para aliar a música aos treinos. Confira!
 

Condiciona o organismo para o treino

Provavelmente você já ouviu falar que o ser humano se adapta ao meio que convive, certo? Sendo assim, ao escutar uma playlist musical, naturalmente o nosso organismo se condiciona ao ritmo escutado — uma música animada, por exemplo, faz com que o treino seja mais acelerado.

Com isso, os índices de calorias perdidas e o volume de treino são maiores — fatores que contribuem significativamente para a melhora da condição física. Por consequência, você sua muito e isso colabora para o equilíbrio do sistema digestivo, os pensamentos ficam mais claros e suas noites de sono tornam-se mais agradáveis.


Diminui os níveis de estresse

Na maioria das vezes, a rotina e a junção da vida pessoal com a profissional provocam um intenso estresse. No entanto, essa sobrecarga de irritação pode gerar problemas sérios de saúde, principalmente no que diz respeito ao funcionamento da circulação sanguínea e à frequência cardíaca.

Por esses motivos a aliança entre os exercícios físicos e a música é tão bem-vinda. uma vez que torna-se algo essencial para balancear os níveis de cortisol (hormônio responsável pela sensação de bem-estar e prazer). De bom humor, você executará os exercícios com mais tranquilidade na academia: e sem perceber a hora passar.


Aumenta o estímulo para treinar

Embora saibamos inúmeros benefícios do exercício físico para diversas partes do corpo, às vezes falta aquela coragem para ir à academia, não é mesmo? Aí é que entra a música, visto que ela tem a capacidade de estimular o corpo e fazer com que a gente consiga vencer o desânimo, afinal, o cérebro estará em um estado de empolgação.

Ainda convém lembrar que uma boa listagem de músicas pode determinar o ritmo dos exercícios e, consequentemente, dar a motivação necessária para cumprir os desafios propostos. É possível perceber isso com clareza em atividades como o Speedsoul, por exemplo, pois sincroniza a música eletrizante com as pedaladas na bike, influenciando na performance dos alunos.
 

Alivia a sensação de dor pós-treino

Por fim, ouvir música para malhar ajuda a aliviar as temidas dores na musculatura. Isso ocorre porque, além de equilibrar os níveis de cortisol e, até mesmo, de adrenalina, a música potencializa a liberação de endorfina, a popular substância que gera sensação de felicidade.

Ao ouvir canções durante e depois do treino, o cérebro capta essas vibrações e transforma em energia por meio de seus neurotransmissores, fazendo com que a fadiga seja menor. Uma dica interessante é focar em músicas mais lentas pós-treino, pois isso auxilia na recuperação do corpo.

Portanto, leve em consideração os benefícios da música em seus treinos, a fim de extrair o melhor desempenho possível. Independentemente do tipo de música que ouvirá, selecione aquilo que lhe agrada e causa bons sentimentos.

Se você gostou deste artigo a respeito das vantagens da música para malhar, compartilhe o post em suas redes sociais para que seus amigos também fiquem por dentro do assunto! Até a próxima!